Dia do Livro

Em 29 de outubro de 1810 foi fundada a Biblioteca Nacional do Brasil quando a Real Biblioteca Portuguesa foi transferida para o Rio de Janeiro. Na época D. João VI trouxe cerca de 60 mil livros para iniciar a biblioteca brasileira.

O Dia do Livro celebra essa que é uma das grandes invenções da humanidade e que foi por muitos séculos o principal meio de transmitir conhecimento. Hoje em dia podemos acessar livros digitais em qualquer lugar e em vários formatos.

Qual o seu estilo literário preferido? Quantos livros você tem lido ultimamente? Você incentiva seus filhos ou as crianças do seu convívio a lerem? Incentive a cultura, a imaginação e a criatividade das crianças! Existem ótimas opções de livros de graça pela internet. Não deixe de ler para você e para os pequenos!

Fonte: UOL Escola

História para todos: inscrições abertas

Com o objetivo de contribuir para a preservação da Contação de Histórias, incentivo a leitura e transmissão de conhecimento, o Instituto Ensina promove o curso livre “História para todos” que conta com o apoio da Lei de Incentivo à Cultura, a Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

O História para todos estimula tecnicamente os participantes por meios de dinâmicas, vivências e construções de recursos lúdicos para a arte de contar histórias. O projeto oportuniza à população o acesso à cultura da arte contação de histórias de forma gratuita.

As Oficinas terão uma carga horário de 40 horas dividida em 4 horas semanais.

Serão 8 encontros semanais ao vivo com duração de 2 horas. O participante terá acesso a 4 vídeo aulas de 30 minutos que devem ser acessadas durante a semana, antes do encontro ao vivo. As aulas foram desenvolvidas de forma que relacione a prática com a teoria, possibilitando aos participantes vivências ativas na arte de contar história.

Qualquer pessoa acima de 16 anos pode se inscrever. O curso é totalmente online e gratuito.

Para fazer a sua inscrição clique aqui. ATENÇÃO antes de se inscrever certifique-se de sua disponibilidade para os encontros e estudo.

Sobre o conteúdo:

1º encontro

•             A busca da intenção; “Por que e para quem contar histórias?”

•             De onde surgiram as histórias e o termo Contador de histórias? porquê e para quem contar histórias?

•             Dinâmicas de como as histórias incentivam a construção da cidadania e do pensamento crítico e Ético.

2 ° encontro

•             Memória Afetiva; Quais as histórias que marcaram a nossa vida e quais as lembranças que elas nos trazem? Por que as histórias são tão importantes na memória afetiva?

•             Como cativar e envolver os ouvintes?

•             Dinâmicas para desenvolver a criatividade.

3° Encontro

•             A voz e o corpo; Dinâmicas e Vivências de Expressões e possibilidades corporais e vocais na contação de história.

4 ° Encontro

•             Propostas e estratégias para a utilização da contação de história como ferramenta pedagógica para atuação em Instituições;

•             Propostas e linguagens para incentivar a participação de multiplicadores da arte de contar histórias;

•             Como preparar e apresentar uma história;

•             A contação de histórias e o teatro.

5° Encontro

•             Apresentação e vivências dos segmentos de estratégias para contar histórias; Histórias circulares, histórias cantadas, histórias com transformações de objetos, histórias com intervenções de personagens, histórias fóruns, histórias coletivas, fantoches, dedoches, sombras e demais recursos;

•             Criações de preâmbulos e finalizações.

6° encontro

•             Recursos para a contação de histórias; Música, Transformação de objetos, livros, narrativas, construções de personagens, danças e confecções de fantoches e acessórios lúdicos.

7 ° Encontro

•             Com base nos encontros anteriores e com as estratégias e vivências, elaboração e organização de apresentação de contação de histórias. Utilizando as linguagens e recursos abordados.

8° Encontro

•             Finalização e ensaio da apresentação de contação de histórias.

•             Exposição da documentação pedagógica de todo o processo de elaboração, aprendizado adquirido durante as oficinas.

Ao fim do curso os participantes são incentivados a produzir um vídeo de contação de história para publicação.

Valorização da Família

Desde 2012 o Brasil celebra o Dia Nacional de Valorização da Família. A intenção é chamar a atenção da sociedade, governos e responsáveis políticos para a importância da família como instituição fundamental ao desenvolvimento humano. Um dos objetivos é fazer com que esta reflexão possa incentivar a criação de políticas públicas capazes de promover a igualdade entre os cônjuges, a assistência social a crianças, adolescentes e jovens, o acesso à educação, entre outros, que gerem estruturas sociais que permitam às famílias marginalizadas atingir as mínimas condições de estabilidade.

Outubro Rosa: a importância dos exames preventivos

O Ministério da Saúde recomenda que mulheres de 50 a 69 anos façam a #mamografia preventiva a cada dois anos. Médicos de mulheres com elevado risco de câncer de mama precisam reavaliar essa periodicidade. O SUS oferece a mamografia para todas as idades, conforme orientação médica.

Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia de cada 10 mulheres entrevistadas, 6 deixaram de ir ao ginecologista ou ao mastologista. As #mulheres com mais de 60 anos afirmam que aguardam o fim da #pandemia para agendar suas consultas e exames. Cerca de 67% das mulheres deixaram de fazer a mamografia em 2020.

A #SBM alerta para a importância das mulheres manterem a rotina da saúde preventiva, indo ao médico, realizando os exames e, principalmente, aquelas diagnosticadas com a doença, não interromperem o tratamento.

A sua saúde não pode esperar. Não deixe de fazer seus exames preventivos!

#câncerdemama #outubrorosa #institutoensina

Mobilização de Recursos: inscrições abertas

A mobilização de recursos é uma parte fundamental para qualquer organização. É também uma área que gera muitas dúvidas nos profissionais do terceiro setor. Para sanar essas dúvidas oferecemos o curso livre de curta duração sobre a importância de se ter um bom plano de mobilização de recursos, quais são seus impactos e é claro, como elabora-lo.

Sobre o professor: Danilo Tiisel é advogado graduado pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco (USP), especializado em legislação do Terceiro Setor, gestão e sustentabilidade. É membro da Comissão de Direito do Terceiro Setor da OAB-SP e coordenador do Grupo de Direito e Captação de Recursos da ABCR. Atua como consultor jurídico e em desenvolvimento institucional, além de ser professor da Escola Superior de Advocacia (ESA) da OAB e da Diálogo Social. É diretor da Social Profit Consultoria e sócio diretor de desenvolvimento institucional da Dadivar.

As inscrições podem ser feitas através do link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfWE7bJdUG6RGIIIgWVP0GVHRKtXWsDbFmqWMtKHgklEvmHxw/viewform

Curta nossos perfis nas redes sociais e fique por dentro dos cursos oferecidos de graça.

15 de outubro: Dia dos professores

Qual o valor que você dá aos professores? E depois da pandemia, isso mudou? Talvez essa esteja entre as profissões menos valorizadas no Brasil. Em contrapartida está entre as mais importantes, afinal, o professor forma todos os outros profissionais.

Fabíolla Cunha

Aproveitamos essa data para homenagear alguns dos professores que já passaram pelo IE e reconhecer o valor e importância desses profissionais.

Conheça nas fotos alguns dos professores durante seus cursos, palestras, seminários e workshops ministrados através do Instituto Ensina.

Nathália Karen

CURIOSIDADES

Em 1994 a UNESCO proclamou o dia 05 de outubro como o Dia do Professor. Vários países do mundo celebram os professores nesse dia, em alguns deles é feriado nacional.

Ana Paula Barbosa

No Brasil, no dia 15 de outubro de 1827, Dom Pedro I baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”. Esse decreto falava de bastante coisa: descentralização do ensino, o salário dos professores, as matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até como os professores deveriam ser contratados.

Maria Inês

 A ideia, inovadora e revolucionária, não foi cumprida. Somente 120 anos após o esse decreto, em 1947, ocorreu a primeira comemoração de um dia dedicado ao professor.

Danilo Tiisel
Michel Freller
Dr. Laerte

Tatiane Rufino
Ana Flavia Godoi (primeira à esquerda)
Rosana Pereira
Dr. Fernando Toquette

Outubro Rosa: O autoexame pode salvar vidas

Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros, mais lentos. O câncer de mama também acomete homens, cerca de 1% do total de casos da doença.

O Instituto Nacional do Câncer estima 66 mil novos casos da doença em 2020, chegando a mais de 17 mil óbitos. Entre os fatores de risco estão o sedentarismo, consumo de bebidas alcoólicas, obesidade e histórico familiar.

Na maioria dos casos, o câncer de mama pode ser percebido no inicio através dos seguintes sinais e sintomas:

  • Nódulo (caroço) fixo e geralmente indolor;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Alterações no mamilo (bico do peito);
  • Pequenos nódulos nas axilas ou pescoço;
  • Saída de líquido pelos mamilos.

Se diagnosticado no inicio as chances de cura chega a 95%, por isso o autoexame é tão importante.

Desde o início da pandemia mais de 50 mil brasileiros deixaram de ser diagnosticados com câncer. Segundo levantamento realizado em centros hospitalares que atendem pelo SUS nas principais capitais, a queda nos atendimentos de mulheres em tratamento, nos meses de março e abril esteve, em média, 75% abaixo, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Fique atenta à sua saúde. Caso note alguma alteração procure um médico imediatamente e não deixe de fazer seus exames preventivos.

Para mais informações acesse: www.sbmastologia.com.br ou  www.inca.gov.br

A origem do Dia das Crianças

Em 1923, o Rio de Janeiro sediou o 3º Congresso Sul-Americano da Criança. No ano seguinte o deputado federal Galdino do Valle Filho elaborou o projeto de lei que estabelecia essa nova data comemorativa. Em 1924, o decreto nº 4867, instituiu 12 de outubro como data oficial do Dia das Crianças.

Mas, a data não ficou popular de imediato. Mais de 30 anos depois, em 1955, uma campanha de marketing de uma fabricante de brinquedos lançou a chamada “Semana do Bebê Robusto”. O sucesso da campanha logo atraiu a atenção de outros empresários ligados à indústria de brinquedos e para alavancar as vendas lançaram a “Semana da Criança”.

Os bons resultados fizeram com que esse mesmo grupo de empresários resgatassem a comemoração do dia “12 de outubro” criado pelo deputado Galdino, assim o Dia das Crianças foi se tornando cada vez mais popular no país e hoje é uma das datas mais importantes para o comercio brasileiro.

Vale lembrar que as crianças merecem muito mais do que presente. Respeito, acesso à saúde, educação de qualidade, segurança, família, boas referências e um ambiente saudável são só alguns exemplos do que realmente importa. Infelizmente as crianças estão entre os grupos mais vulneráveis. Cada vez mais as ações de entidades sociais do terceiro setor fazem a diferença na vida dessas crianças. Cuidar das crianças é cuidar do futuro de todos nós e do nosso planeta.

Como está a sua saúde mental?

É comum encontrar postagens e memes nas redes sociais falando saúde mental. O tema foi amplamente debatido com o isolamento social, mas já é uma preocupação antiga. O Dia da Saúde Mental foi criado em 1992 pela Federação Mundial de Saúde Mental. Já a Organização Mundial da Saúde considera a saúde mental uma prioridade e defende que esse não é estritamente um problema de saúde.

A intenção de se comemorar esse dia é para chamar a atenção e identificar a Saúde Mental como uma causa comum a todos os povos, independente de nacionalidade, cultura ou condições socioeconômicas. Combater o preconceito e o estigma à volta da saúde psicológica é outro dos objetivos do dia.

A origem do Outubro Rosa

Nos anos 1990 a Fundação Susan G. Komen for the Cure criou um movimento de conscientização para o controle do câncer de mama, chamado Outubro Rosa. Trinta anos depois a iniciativa americana é celebrada em vários países do mundo com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

No Brasil a primeira iniciativa de apoio a campanha aconteceu no dia 2 de outubro de 2002 quando o Obelisco do Parque do Ibirapuera em São Paulo foi iluminado de cor de rosa.

Durante todo o mês o IE trará novos posts sobre o tema. Fique de olhe, faça o #autoexame e cuide da sua #saúde.